Tradutor | Translate

quarta-feira, 2 de Julho de 2014

Sei o que Escreveste no Verão Passado: Paisagem que se vê da janela

Cara Ângela,

Graças a teu pedido de conheceres a paisagem que se vê da minha janela,arranjei bonita: a persiana está quase a arrancar-se e vou ter de a abrir.
Posso dizer-te que,lá fora,existem castanheiros em fila.Parecem estar a contemplar o vazio que se estende á sua frente.Nada nem ninguém se vê por ali.Talvez paire por ali a acalmia dos dias.
Pelo que vejo,nesta manha gélida,existem apenas,pela rua abaixo,carros estacionados (agarrados ás suas sombras como cães a ossos - ou vice-versa,o que aliás acho mais adequado);bancos presos ao chão,como pena vitalícia dos pecados cometidos durante a sua jovial fase de cimento;passeios:multidões de paralelos  -que se não fossem paralelos ao que ouvem,saberiam de segredos que ninguém sabe; e consigo dar uma espreitadela ao otimismo das rosas do meu jardim,que sobrevivem às vedações como eu quero sobreviver à solidão desta paisagem.

Sem motivos para querer terminar,

A tua irmã Anabela.

Sei o que escreveste no verão passado: Pizza do outro mundo

Que desilusão.Eu à espera de uma coisa verde com duas antenas e saiu-me aquilo.Para já,quando encomendei a "Belipizza - pizza do outro mundo",pensei que fosse uma força de expressão.
Às 21h47 de ontem,deparei-me com uma piza que dançava sozinha.Pensei que fosse delírio ou algum trauma causado pela TV - a questão é: em agosto não há Casa dos Segredos.Voltei a concentrar-me,decidi contemplar a criatura: cor de urze(como quem diz,roxo),olhos amarelos (tipo esmeralda,oh:que fofinho) e patas azuis,algo inferiores aos seus 15 cm (porém mais eficazes que as dos jogadores do Benfica).
Ele olhou para mim balbuciou "Bip.Troco.Bop" - uau,mais vocabulário que alguns terrestres que conheço!,eu apanhei dei-lhe o troco como gorjeta - o que ele abduziu rapidamente e voltou para os seus afazeres.
Quanto a mim: comi a piza e ainda hoje não sei se hei-de confiar nisto.